Please reload

Últimos posts

Daqui a um ano, você vai desejar ter começado hoje

01/08/2016

 

Com 10 anos de Canadá posso dizer algumas coisas que me arrependo de não ter feito assim que imigrei. Olhando para trás hoje, vejo o quanto eu poderia ter guardado e aproveitado.

 

Sim, é complicado pensar em tudo quando acabamos de chegar num lugar que nem conhecemos direito, muitas vezes só ouvimos falar.

 

Listei alguns pontos que acredito serem importantes saber e principalmente agir quando o assunto é finanças. Fico à disposição para esclarecer quaisquer dúvidas. Boa leitura!

 

Investir independente da situação: criar o hábito

 

Ok, aqui você pode falar: mas quando chegamos temos o dinheiro contadinho para todas as despesas e ainda nem estamos trabalhando. Sim, isso é verdade. Por isso sugiro que na sua lista de ‘’gastos’’ ou contas, você inclua ‘’investimentos’’. Crie o hábito de investir, o mínimo que seja, mas faça sair da sua conta de forma automática um valor mensal para um futuro projeto. Pode parecer pouco olhando o mês a mês, mas você ficará feliz de ter começado.

 

Onde investir?

 

Existe uma conta chamada CELI (francês) ou TFSA (inglês). Essa conta foi criada pelo governo federal canadense em 2009 com a intenção de incetivar a poupança. A vantagem é a isenção de tributação nos rendimentos (juros, dividendos e ganho de capital) que você pode ter nos seus investimentos. Todos os residentes fiscais do Canadá, maiores de 18 anos, têm direito a adquirí-la, porém é necessário saber qual o limite de depósito para não pagar multa pelo excedente. As pessoas passam a ter direito a essa conta no mesmo ano em que imigram para o Canadá.

 

Já tem em mente que no futuro quer comprar uma casa no Canadá?

 

Nesse caso, existe a opção de começar a investir no REER (francês) ou RRSP (inglês). Essa é uma conta registrada no governo federal que visa economizar para a aposentadoria. Ok, mas você não estava falando em comprar casa? Pois é! Investindo numa conta REER/RRSP você tem direito à dedução de receita tributável, o que aumenta o seu retorno de imposto e inclusive pode aumentar o valor de subvenções que você recebe do governo no caso de ter filhos.

 

Ok… Mas e a casa fica onde aí nessa conversa? Quando retiramos o dinheiro da nossa conta REER/RRSP, nós recebemos no nosso bolso o valor do resgate menos o imposto. O imposto desse resgate é recolhido pela instituição financeira no momento da transação.  E a casa? Ah… a casa vem agora: quando compramos a nossa primeira casa no Canadá temos direito de fazer um RAP (francês) ou HBP (inglês) o que significa fazer o resgate do seu REER/RRSP sem pagar o imposto! Sim, tem um limite de valor, por casal, onde cada um pode retirar o valor máximo de cada REER/RRSP. É uma grande jogada fiscal para que você aproveite o retorno de imposto, o que faz mais dinheiro no seu bolso para o seu projeto CASA! ;)

 

Filhos, estudos e muita informação

 

Somos privilegiados de morar num país com excelente reputação escolar. As escolas públicas têm uma qualidade que nos deixam tranquilos com o futuro dos nossos filhos e ainda nos deixam com mais dinheiro no bolso. Porém, a universidade é uma realidade paga! E paga por você pai e/ou mãe ou por eles mesmos caso tenham direito a uma bolsa de estudos com empréstimos a longo prazo.

 

Como a maioria dos brasileiros e canadenses, imagino que você pretende pagar os estudos dos seus filhos. Pensando nisso, o governo do Canadá criou a conta REEE (francês) ou RESP (inglês) onde ele contribui com uma subvenção adicionada ao valor que você contribui para essa conta.

 

Os governos provinciais também contribuem com subvenções para essa conta. Ela pode trazer até 30% de retorno do seu investimento considerando as subvenções. E dependendo da sua receita anual, você pode ter ainda mais. Aí a importância de abrir essa conta assim que chega no Canadá, pois você ainda não teve uma declaração de renda feita com um valor de salário. Atenção aqui às empresas que oferecem esse plano: saiba mais e conheça as diferenças antes de começar o seu REEE/RESP, pois depois de assinado você não consegue voltar atrás ou custará muito caro.

 

Responsabilidade de morar longe da família

 

Agora no Canadá, poucos têm a chance de ter a família por perto. Temos muitos amigos, mas na verdade estamos sozinhos. O que acontece com meu marido, minha esposa, meus filhos e até com a minha família que está no Brasil caso eu venha a falecer? Não é nada confortável pensar no assunto, mas é preciso saber o que fazer para evitar o desconforto material que virá junto com o abalo emocional. É importante conversar com um notário sobre os documentos (Testamento e Procuração) que precisamos ter, além do seguro de vida. O que acontece se alguém que imigrou falece e nenhum membro da família está por perto? Quem cuidará dos filhos? Quem vai arcar com os custos de funeral? Tinha intenção de transportar o corpo para ser enterrado na sua terra natal? E se a sua família que está longe não tem condições financeiras para resolver e assumir todos esses custos? Você se sente confortável em pensar que seus entes queridos precisariam utilizar de suas próprias economias para resolver essas questões? Como dito anteriormente, não é um assunto confortável, mas é de longe um dos mais importantes.

 

Segurabilidade e idade

 

Seguro de Vida. As parcelas são reajustadas com a inflação mas o seu salário não é sempre reajustado da mesma maneira. Sem contar também que o reajuste é feito com a inflação e também com a idade. Aqui no Canadá existem tipos de seguro onde você pode garantir o quanto pagará por ele por todo o tempo do contrato, sem reajuste de inflação ou de idade. É realmente o valor que foi acertado. Assim, quanto antes fizer um seguro, melhor é, pois quanto mais novo, mais barato pagará o seguro. Para que a sua vida, ou seja, o ‘’risco’’ seja aceito, exames médicos e consultas serão feitos. Depois de toda a análise é que você saberá se você é ou não elegível para o seguro de vida (muitos podem ser recusados ou ter um aumento do valor mensal depois da análise), o que reforça a ideia do quanto antes fizer melhor é.

 

Comece hoje!

 

Você viu o básico das informações importantes para criar um futuro próspero aproveitando todas as oportunidades que essa terra nos oferece. Agora é hora de começar! Ah que preguiça! Ah… depois das férias quem sabe… Ou assim que eu me organizar eu começo… Espera só eu começar aquele trabalho… Mais alguma desculpa? Como falou Karen Lamb "Daqui a um ano, você vai desejar ter começado hoje".  Fica mais fácil se você tem alguém lhe orientado e servindo de maneira personalizada para que todos os detalhes sejam vistos e revistos. Quer melhor que isso? É de graça! ;)  

 

Até nosso próximo ‘’rendez-vous’’ / ‘’appointement’’!

 

Glossário :

CELI : Comptes d'épargne libre d'impôt

TFSA : Tax-Free Savings Account

REER : Régime enregistré d'épargne-retraite

RRSP : Registered Retirement Savings Plan

RAP : Régime d'accession à la propriété

HBP : Home Buyers' Plan

REEE : Régime enregistré d'épargne-études 

RESP : Registered education savings plan

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

Arquivo

Energia Finances by Britto

+1 (581) 922-2200 | +1 (905) 693-8333